Torre do Relógio na Figueira da Foz





A Figueira da Foz atrai-me. Laços de sangue estão na base dessa atração, desde há uma dúzia de anos. E dou-me bem com isso, apesar de os meus ares naturais permanecerem intactos.
Quando chego à Figueira, a Praia da Claridade, por muitos e durante muito tempo ser cognominada de a Rainha das Praias portuguesas, atrai-me fortemente. Seu areal, a perder de vista, deixa-me espraiar os meus olhares minutos sem fim, mas raramente palmilho a distância que me conduziria ao mar. Talvez por ser igual ao nosso, na Barra e na Costa Nova.
Depois contemplo a Torre do Relógio com os seus 20 metros de altura, que, ao tempo da sua construção, gerou grande controvérsia. Hoje, contudo, não há quem lhe fique indiferente, até porque se apresenta como referência para quem chega e busca o areal figueirense.
A Figueira da Foz foi, outrora, uma praia cosmopolita, congregando na época balnear a fina flor da alta sociedade portuguesa, que aqui possuía os seus palacetes, bem visíveis na cidade e arredores.


- Posted using BlogPress from my iPad

Comentários