domingo, 14 de janeiro de 2018

Universidade Sénior atribuiu troféus

Para memória futura


Na sexta-feira, 29, à noite, no Centro Cultural de Ílhavo, realizou-se a I Gala da Fundação Prior Sardo (FPS), com momentos especiais de alegria. Para além da música, a Gala distinguiu pessoas e instituições do concelho de Ílhavo que, pelas suas capacidades e intervenções, merecem ser apontadas como exemplos a seguir.
Os troféus, pela primeira vez atribuídos pela FPS, foram para João dos Santos Pires (Empresário), Domingos Lopes (Educação e Formação), Atendimento Social Integrado da Câmara Municipal de Ílhavo (Inovação) e Ana Maria Lopes (Mar e Ria).
João dos Santos Pires veio de tenra idade para a Gafanha da Nazaré e aqui se radicou, tendo crescido em idade e em capacidade de trabalho. Passou pelos Estaleiros Mónica e João Maria Vilarinho, para além de outras empresas e instituições. Criou a sua própria empresa, tendo-se caracterizado pela sua honestidade e generosidade, com ajudas dirigidas a instituições desportivas e de bem-fazer.
Domingos Lopes é um jovem premiado ao nível das ciências matemáticas, estando presentemente numa Universidade de Nova Iorque a preparar-se para o doutoramento. Simples, não se lhe conhecem derivações fúteis. Por isso, o troféu que lhe foi entregue, através de sua mãe, Maria do Céu, servirá de estímulo a muitos dos nossos jovens. Por videoconferência aceitou o galardão, referindo na altura que o aceitava, com a necessária projecção futura, já que ainda está no princípio da sua carreira.
O Atendimento Social Integrado da Câmara Municipal de Ílhavo, que coordena um conjunto de instituições de solidariedade social do município, tem sido inovador num serviço indispensável na linha de encontrar melhores e mais eficazes respostas a problemas de pessoas e famílias.
Ana Maria Lopes, conhecida estudiosa de tudo quanto diz respeito à Ria de Aveiro e ao mar, tem desempenhado um papel fundamental na divulgação das nossas raízes marítimas e lagunares. Com obras publicadas, de que destacamos, entre outras, “O vocabulário marítimo Português e o problema dos mediterraneísmos” e “Regresso ao Litoral — embarcações tradicionais portuguesas”, Ana Maria Lopes vai mostrando ao mundo, no seu blogue (http://www.marintimidades.blogspot.com/), muito do que estuda e sabe.
Os momentos musicais foram protagonizados pela Orquestra Juvenil da Escola de Música Gafanhense, Tuna da Universidade Sénior da Fundação Prior Sardo, Grupo de Danças Populares da Coutada e Musical Travel.
Para o presidente da Fundação Prior Sardo, Hugo Coelho, a Gala nasceu à volta da valência cultural da instituição, com destaque para a Universidade Sénior (US), e teve por objectivos, não só revelar o dinamismo que por aqui se vive, mas ainda «agradecer publicamente a pessoas, empresas e serviços os seus contributos para o crescimento da nossa terra, no respeito pelas nossas raízes e tradições».
Por outro lado, referiu que a Gala também serviu para tornar mais conhecidas a FPS e a US, frisando que esta representa uma mais-valia na fundação, que nunca descurou o trabalho social, «que não deixa de ser um trabalho prioritário», em prol das famílias.

Fernando Martins

Publicado no Correio do Vouga  em 3 de novembro de 2010

Sem comentários:

A BARCA VAI FICAR NO CAIS

Os que mais amo na vida: Lita, João, Aida, Fernando e Pedro  A Barca da Ponte da Cambeia vai ficar no cais. O homem do leme, que eu fui...